Por que um gato atropela você

O comportamento dos membros domesticados da família dos gatos causa muita controvérsia não apenas entre os proprietários, mas também entre os cientistas. Na verdade, esses incríveis animais geralmente nos dão uma razão para refletir sobre seus hábitos. Por exemplo, torna-se interessante para muitos proprietários por que o gato é patinado. Mesmo esse processo agradável e aparentemente simples causa muitas disputas e tem várias explicações.

Por que um gato atropela um cobertor e seu dono?

Por que um gato atropela você?

Certamente, todo dono de gato às vezes vê seu animal de estimação mexendo em um cobertor ou “massageando” o dono, por assim dizer. Muitas vezes, o animal está ronronando e não esconde seu prazer. Por que os animais de estimação peludos fazem isso?

Alguns especialistas acreditam que, desta maneira, o gato retira energia negativa do hospedeiro. Vale a pena notar que os gatos começam sua “massagem” no exato momento em que o dono está em um estado relaxado, por exemplo, descansando. No entanto, há uma explicação científica para esse estranho comportamento do animal. Acontece que é provocado pelos instintos que os gatos recebem no nascimento.

Como as pessoas, os gatos têm uma “criança interior” dentro, isto é, independentemente da idade, seu animal de estimação pode se sentir como um gatinho a qualquer momento. Como não há mães perto de um bebê, instintos são usados ​​no hospedeiro. Afinal de contas, a pessoa que começou o gato cuida disso, alimenta, afaga, na verdade desempenha o papel de um pai para ele. Este instinto se origina do período em que o gatinho come o leite materno. Todo mundo sabe que com a ajuda de tais movimentos, ele se ajuda a tirar leite do seio da mãe.

Uma pessoa, é claro, não pode resistir a tal manifestação da ternura do gato e começa a acariciá-lo. As carícias humanas são percebidas pelos animais como lambidas. Você pode até perceber como, durante esse processo, o gato começa a salivar, o que é necessário para a digestão dos alimentos. O próprio processo de agarrar para ela traz calma e tranquilidade para ela, porque como um gatinho, ela se sentia protegida ao lado de sua mãe.

Por que um gato atropela você?

Você pode, claro, pensar que o gato cresceu. No entanto, em um indivíduo adulto, tal comportamento pode ser considerado como uma manifestação de um humor particular alegre e pacífico. Se o gato tiver levado você a pisotear com as patas, certifique-se de que você se tornou a criatura mais próxima do animal. Não se surpreenda que às vezes o animal possa soltar garras. Eles precisam disso para conseguir a produção de leite por qualquer meio.

Em tais momentos, em nenhum caso você pode afastar o animal, mesmo que ele ainda liberte suas garras. Se você banir um gato, pode muito dolorosamente perceber seu comportamento e até mesmo se ofender com você. Como resultado, o animal pode sofrer um trauma psicológico e geralmente deixar de demonstrar afeição ao dono. Se você se machucar com as garras liberadas, simplesmente afague o pé do gato para removê-lo.

Como objeto de "massagem", um gato pode escolher não apenas uma pessoa, mas, por exemplo, um cobertor ou um cobertor. Às vezes pode ser observado que o animal de estimação pode até mesmo sugar a borda. O proprietário precisa notar exatamente quais itens o gato escolheu e tentar não removê-los do campo de visão do animal de estimação, porque se o gato pisoteia essas pernas em particular, ela se sente quente e segura ao lado deles. É por isso que muitas vezes a escolha do animal recai sobre as coisas fofas ou fofas, porque se assemelham ao casaco de pele da gata mãe.

Há outra opinião que explica esse comportamento. Gatos domésticos modernos são descendentes de seus parentes selvagens. Os ancestrais dos gatos viviam em árvores ou terrenos, então eles tinham que arranjar a mais confortável pernoita para si mesmos. Portanto, os gatos modernos podem atropelar um pouco o lugar onde vão ficar, para deixá-lo mais macio e confortável.

Em qualquer caso, o gato só mostra bons sentimentos para a pessoa, e você não deve repreendê-la por isso.

Por que os gatos ronronam?

Por que um gato atropela você?

Parece que o estrondo pode ser reproduzido não apenas por gatos domésticos, mas também por outros membros dessa família. Gatos que vivem em nossas casas, roncam com mais frequência quando alimentam gatinhos ou conversam com uma pessoa. Normalmente, as pessoas pensam que os animais ronronam do prazer.

No entanto, muitos cientistas acreditam que a capacidade de criar rumores ajudou significativamente esses animais na evolução. Note-se também que os gatos ronronam quando atingidos em situações estressantes para eles. Isso significa que o estrondo provavelmente ajudará de alguma forma a lidar com esses problemas. Este processo requer uma energia suficientemente grande do animal, e em situações estressantes ou com ferimentos, o gato não desperdiçará energia em vão.

Muitos veterinários tendem a acreditar que o barulho ajuda os gatos a evitar problemas com suas articulações e músculos, apesar do fato de que esses animais ficam imóveis quando caçam ou dormem. Naquela época, enquanto o sistema músculo-esquelético não funciona, os gatos, por assim dizer, o estimulam através do ronronar. Além disso, a ideia de que gatos estrondosos podem ter um efeito positivo sobre o corpo humano também é generalizada.

Além disso, o estrondo pode ser usado por animais de estimação e como meio de comunicação. Afinal, mesmo aqueles gatos cujas raças foram formadas em isolamento geográfico são capazes de ronronar. Assim, podemos concluir que o ronronar é um tipo de reação emocional universal a certos eventos da vida, mas é muito mais agradável para uma pessoa pensar que o estrondo de um gato é um sinal de amor e ternura para com o dono. Ninguém pode negar isso também.

Os gatos sempre foram e permanecem, talvez, os animais de estimação mais misteriosos. A humanidade ainda não consegue explicar muitos dos seus hábitos. É possível que as razões para este ou aquele comportamento do gato permaneçam um mistério para nós. No entanto, muitos donos especialmente atentos já aprenderam a viver em harmonia com seus animais de estimação e a compreendê-los.

Adicionar um comentário