Ar de ar

Certos desconfortos na região epigástrica, bem como sintomas raros de problemas gastrointestinais, podem ocorrer mesmo em pessoas que não têm patologias. Em particular, o esvaziamento vazio do ar com o estômago vazio, sendo situacional, não é um sinal de uma doença grave. Mas e se for repetido dia após dia? O que esse sintoma pode indicar?

Causas de arrotar o ar com o estômago vazio em uma pessoa saudável

Causas de arrotar o ar com o estômago vazio em uma pessoa saudável

É importante entender que uma certa quantidade de ar está sempre presente no esôfago e no estômago (se eles não estiverem superlotados), o que é deslocado à medida que a comida chega lá. Ao mesmo tempo, o ar tem a forma de um "travesseiro", cujo volume varia de 0,5 a 1 l. O reabastecimento desse volume ocorre no processo de falar, fumar, mascar chiclete, bem como respiração profunda e goles frequentes. Além disso, qualquer bebida gaseificada (cerveja, água mineral, etc.) também contribui para a ingestão de ar.

  • Normalmente, quando comer este travesseiro se torna um pouco menor, mas não desaparece completamente. No entanto, se você entupir o estômago "ao fracasso", o esfíncter superior para de fechar, e a pressão de baixo forçará o ar para dentro da garganta, o que contribuirá para um arroto "vazio".
  • A contração excessiva do estômago, que ocorre quando a zona epigástrica é apertada com um cinto (o esfíncter inferior se fecha), e o exercício vigoroso imediatamente após a refeição, apoiado por inclinações, torcer a zona superior e a pressão sobre o estômago também contribuem para isso.
  • O arroto frequente do ar é peculiar às mulheres grávidas, devido à pressão do útero, e também ocorre em pessoas em cujas dietas aparecem cebola e alho, café forte e alimentos gordurosos.

Assim, para que um sintoma tão desagradável não o incomode, é aconselhável fazer esportes de 1,5 a 2 horas depois de comer (pelo menos 60 minutos para um lanche leve) e tornar as porções pequenas, mas suficientes para a saturação. E não engula muito rapidamente - como você também contribui para um desalojamento agudo do ar.

Por que esse sintoma desagradável aparece constantemente?

Causas de ar constante de arrotos

Se falamos de patologias que levam a arrotos frequentes com ar, então os principais problemas aqui são, claro, os problemas do trato digestivo.

  • Violações do coração, em que não há fechamento completo - a causa mais comum de arrotos "vazios". De acordo com os resultados da radiografia ou endoscopia, o grau da doença é estabelecido - de 1 a 3: a figura indica quão grande é o diâmetro da abertura da cárdia, especialmente quando se inspira.

Por si só, a patologia é mais frequentemente adquirida, e seus pré-requisitos podem ser cirurgia no trato gastrointestinal, úlceras e tumores que contribuem para um aumento da pressão, queimaduras da membrana mucosa. Além disso, o trabalho do departamento cardíaco é influenciado pela dieta: freqüentes excessos alimentares, juntamente com discinesia e motilidade GI reduzida, bem como um esfíncter inferior fraco estão entre as principais causas.

  • Problemas comuns do trato digestivo - gastrite, refluxo, úlcera péptica, pancreatite, disbiose intestinal. Todas essas doenças, de uma forma ou de outra, podem levar a um arroto (e tanto depois de comer quanto com o estômago vazio), mas, mais frequentemente, ele tem um gosto azedo ou podre.

Também, é impossível não prestar atenção a desordens do sistema nervoso: certos problemas do vegetatiki podem contribuir para espasmos gástricos, por sua vez, causando arroto "vazio". Mas muitas vezes é "coexistir" com dificuldade em engolir, falta de ar no peito, náusea. Com a ingestão de alimentos, geralmente esses estados de comunicação não têm.

O tratamento é possível para arrotar com ar?

O tratamento é possível para arrotar com ar?

Quanto à terapia em si, ela é prescrita por um gastroenterologista (se a razão for nas patologias do trato gastrointestinal) ou por um neurologista. O tratamento depende do distúrbio específico e visa sempre não eliminar o arroto, mas sim eliminar a doença primária. Assim, é impossível falar de um único esquema. No entanto, você pode prestar atenção às medidas preventivas que podem aliviar a condição.

  • Tente não comer grandes porções - faça-as com mais frequência, mas menos a ponto de suprimir apenas a sensação ativa de fome.
  • Não coma em movimento e não se apresse para engolir: mastigue devagar, com cuidado.
  • Recuse-se de bebidas gaseificadas, chicletes, cigarros.
  • Depois de comer, mantenha em pé por pelo menos 30-40 minutos.

Em suma, vale a pena notar mais uma vez que um surto ocasional de ar com o estômago vazio não é motivo de pânico e de busca de doenças graves do trato digestivo: é bem possível que este seja um fenômeno situacional. No entanto, se o problema não for o primeiro dia, faz sentido consultar um médico para determinar sua causa exata.

Adicionar um comentário