Boca amarga

Cada um de nós deve ouvir o nosso corpo, porque os sintomas, como tais, são sinais de um começo ou doença já desenvolvida, uma exacerbação. Uma sensação de amargura na boca, que geralmente ocorre depois de comer, de manhã ou sozinha, sem qualquer razão, não pode passar despercebida.

Amargura na boca: descubra as razões junto com os médicos

Há muitas razões, mas são consideradas as violações mais frequentes e mais objetivas no pleno funcionamento da vesícula biliar. O fato é que a bile entra no esôfago e começa a irritar suas paredes, consequentemente azia e gosto amargo desagradável na boca.

Com disfunção da vesícula biliar, congestão pode se formar no canal alimentar. A fermentação começa, o que também pode provocar um gosto desagradável na boca e também a halitose (mau hálito). Apesar disso, patologias mais sérias não podem ser descartadas, por exemplo, a doença do cálculo biliar, que requer medidas imediatas, às vezes até mesmo cirúrgicas.

Além da vesícula biliar, várias doenças do trato digestivo podem causar tais sintomas. Em seguida, em adição à amargura na boca, náusea, dor de estômago, língua revestida (revestimento branco-amarelo) e não há um arroto desagradável, queima e fétido.

A amargura na cavidade bucal pode ser uma manifestação de patologias locais, isto é, dentárias. Por exemplo, nas doenças inflamatórias da cavidade oral, neste caso, o sintoma que a acompanha será a halitose.

Às vezes, a causa da amargura pode estar tomando certos medicamentos, como alguns antibióticos, anti-histamínicos. Em um grupo separado é necessário alocar os meios da quimioterapia em pacientes com câncer, mas neste caso, gosto amargo na boca, uma modificação na percepção de gosto não é a manifestação mais perturbadora.

Boca amarga: o que fazer?

Por que Boca na boca pela manhã?

  • Ao diagnosticar a causa da amargura na boca, ajuda substancial pode ser fornecida pela comunicação com a ingestão de alimentos, tempo e frequência de ocorrência de sensações desagradáveis. Por exemplo, a aparência de amargura pela manhã, na maioria das vezes, indica um mau funcionamento da vesícula biliar ou do fígado. Pode-se dizer um sintoma clássico.
  • A aparência de amargura na boca durante ou após o exercício, especialmente se for acompanhada por peso no lado direito, geralmente indica uma doença no fígado.
  • A amargura que ocorre depois de comer, e a qualidade e as características da comida não importam, indicam doenças do estômago, do duodeno, da vesícula biliar e do fígado. Se uma sensação desagradável surge depois de tomar comida gordurosa, pesada ou excessiva, então é necessária uma consulta urgente de um especialista, pois há um alto risco de obstrução do ducto biliar.
  • O amargor constante na boca pode indicar tumores do trato digestivo, colelitíase e até doença endócrina ou mental. O mesmo sintoma preocupa pacientes com câncer durante o tratamento ativo - radiação ou quimioterapia.

O que esse sintoma significa durante a gravidez?

Boca amarga: o que fazer?

Durante a gravidez, uma mulher pode ser incomodada por muitos sintomas desagradáveis. São náuseas, alterações de humor, mudança nas preferências gustativas, amargor na cavidade oral. As razões para a manifestação de tais sintomas podem ser alterações hormonais e mudanças físicas no corpo da futura mãe.

Durante a gravidez, o corpo produz um hormônio - progesterona, que é responsável por muitas funções. Resumo - relaxamento uterino, mas a par com isso, há um relaxamento do esfíncter que separa o esôfago eo estômago, e não bombardeados conteúdo do estômago para o esôfago.

Uma válvula relaxada não consegue lidar completamente com sua função, e um pouco de ácido clorídrico pode entrar no esôfago. Daí a amargura na boca com sintomas de azia.

Quando o feto já está grande e o terceiro trimestre da gravidez está em andamento, o conteúdo do estômago pode entrar no esôfago devido a um aumento no tamanho do feto, o que pressiona os órgãos internos. Acontece que durante a gravidez, a amargura na boca continuará durante todo o período, o que na maioria das vezes não é uma patologia.

Dieta e tratamento

Boca amarga: o que fazer?

Primeiro de tudo, você precisa entrar em contato com um especialista e descobrir a causa da amargura na boca. Exclua todas as patologias graves e comece a tratar a doença principal. Para reduzir a gravidade do desconforto, existem regras que devem ser seguidas.

O primeiro passo é revisar sua dieta e seguir uma dieta rigorosa. Ele proíbe o consumo de alimentos gordurosos, condimentados, carne e sopas ricas. Sob a proibição completa de doces, pão fresco e produtos de panificação. Você também deve excluir alguns vegetais e especiarias - rabanete, rabanete, alho.

Para reduzir a manifestação de amargura na boca ajudará a beber bastante. E o habitual chá e café é melhor substituído por caldo de quadris, viburno, hortelã, etc. A nomeação de drogas, se necessário, deve lidar com o médico!

O tratamento dependerá principalmente da causa do aparecimento dos sintomas. E principalmente, a terapia visa eliminar as causas e aliviar a condição do paciente. Se a razão for a violação do trato digestivo ou qualquer doença, os esforços devem ser focados em restaurar a função do trato gastrointestinal e interromper o processo.

Na maioria das vezes é a ingestão de medicamentos que normalizam a quantidade de bile produzida pelo organismo, sua excreção. Como terapia adicional, os hepatoprotetores podem ser prescritos - medicamentos que irão normalizar, nutrir e proteger o fígado.

Durante todo o curso do tratamento, você precisará seguir uma certa dieta, que ajudará a se livrar da amargura na boca e manter o funcionamento normal do trato digestivo.

Estilo de vida, que estão acostumados a levar pacientes, afeta diretamente o estado de saúde. Portanto, fumar e abusar do álcool também pode provocar amargura na boca e, exatamente, o estresse constante. A conformidade com o regime diário, dieta adequada e equilibrada, rejeição de maus hábitos ajudará a manter a boa saúde por muitos anos.

Adicionar um comentário