Inflamação da vesícula biliar

Todo mundo sabe o quão importante é o pleno funcionamento do aparelho digestivo. Má saúde, a manifestação de qualquer sintoma ou dor no hipocôndrio direito - todos estes são os precursores de uma doença grave. A bile está ativamente envolvida no processo digestivo, e se a patologia se desenvolve na vesícula biliar, ela está repleta de conseqüências complicadas. Neste artigo, vamos analisar os principais sintomas da inflamação da vesícula biliar e as várias formas de tratá-la.

Inflamação da vesícula biliar: sintomas

Se houver inflamação da vesícula biliar ou colecistite, a pessoa sentirá dor sob a costela direita.

Se houver inflamação da vesícula biliar ou colecistite, a pessoa sentirá dor sob a costela direita. A dor pode ser de natureza diferente, na maioria das vezes é aguda e paroxística. Junto com isso, colecistite tem os seguintes sintomas:

  • gosto amargo desagradável na boca;
  • náusea frequente com vômito;
  • o aparecimento de icterícia;
  • distúrbio do trato digestivo (pode aparecer constipação ou, inversamente, diarréia);
  • febre, acompanhada de calafrios;
  • flatulência;
  • fraqueza, cansaço excessivo;
  • perda de peso ou ganho de peso;
  • dor de cabeça de diferentes graus.

Como regra geral, todos os sintomas do desenvolvimento de processos inflamatórios na vesícula biliar são agravados pelo uso de alimentos "errados" (muito condimentados, excessivamente salgados, fritos, gordurosos) e bebidas alcoólicas. Esforço físico exaustivo também pode causar agravamento.

Nas mulheres com inflamação da vesícula biliar, juntamente com os sintomas acima podem ocorrer:

  • alterações de humor e dor de cabeça irracional (semelhante aos sintomas da síndrome pré-menstrual);
  • o desenvolvimento de urticária, o aparecimento de edema (frequentemente manifestado em pessoas alérgicas);
  • o limiar de temperatura pode estar abaixo do normal e provocar fraqueza e exaustão;
  • coceira da pele;
  • sintomas de distonia vegetativa-vascular.

Todos os sintomas ocorrem apenas quando a doença progride de forma aguda. Se não recorrermos prontamente à ajuda de um especialista e não começarmos o tratamento, a doença da vesícula biliar se tornará crônica e os sintomas não serão tão pronunciados. E o estágio avançado da colecistite pode levar ao desenvolvimento de patologias graves do fígado e dos ductos.

Causas de processos inflamatórios

Como mostra a prática, a principal causa do aparecimento de processos inflamatórios na vesícula biliar é a ingestão de bactérias patogênicas:

  • salmonela;
  • patógenos de infecções intestinais (varas);
  • patogéneos-estreptococos;
  • ascaris;
  • amebas disentéricas;
  • patógenos de estafilococos;
  • pinworms

Em alguns casos, outras doenças podem provocar o desenvolvimento de patologia na vesícula biliar:

  • falhas na produção de enzimas;
  • a presença de tumores malignos ou benignos no peritônio;
  • pancreatite;
  • discinesia;
  • deformação de órgão (muitas vezes é anormalidade congênita);
  • diabetes mellitus;
  • aterosclerose vascular;
  • perturbações no funcionamento do sistema endócrino;
  • dano mecânico à vesícula biliar (lesão);
  • dieta desequilibrada ou insalubre;
  • o curso de reações alérgicas;
  • constipação irracional (às vezes freqüente);
  • estilo de vida inativo;
  • carregando uma criança;
  • circulação sanguínea prejudicada devido a alterações relacionadas com a idade.

Uma vez que as principais razões para a ocorrência de colecistite são a presença de infecções no organismo, as seguintes doenças e patologias podem provocar o desenvolvimento de processos inflamatórios na vesícula biliar:

  • pancreatite;
  • dysbacteriosis;
  • enterocolite;
  • doenças do trato respiratório superior (por exemplo, sinusite ou amigdalite);
  • doenças do sistema reprodutivo;
  • dano hepático por vírus;
  • apendicite;
  • a presença de infecção na cavidade oral (por exemplo, o desenvolvimento de doença periodontal).

Métodos de tratamento

Independentemente da forma de desenvolvimento de processos inflamatórios na vesícula biliar e as razões para a sua aparência

Independentemente da forma de desenvolvimento de processos inflamatórios na vesícula biliar e as razões para a sua ocorrência, o curso do tratamento deve ser complexo. Existem dois métodos principais de tratamento:

  • farmacológico (droga);
  • por intervenção cirúrgica (laparoscopia).

Prescrever tratamento só pode médico após um exame completo e passando todos os testes necessários. O exame pode revelar que existem pedras na vesícula biliar.

Os sintomas da presença de cálculos nos ductos e na vesícula biliar são semelhantes aos da colecistite sem complicações. Neste caso, o médico pode prescrever os seguintes agentes farmacológicos:

  • Ursofalk;
  • Litotripsia;
  • Henofalk

Todas estas drogas têm um impacto nas pedras, que depois da sua recepção longa se esmagam e retiram-se do corpo (especialmente, da bexiga de irritação). Se o processo inflamatório tiver surgido devido à presença de patógenos infecciosos no corpo, então um curso de terapia antiparasitária é obrigatório. Para estimular o pleno funcionamento da vesícula biliar, você pode beber água mineral não gaseificada quente três vezes ao dia.

Em caso de detecção de anormalidades nos processos de produção de bile, a administração de ácido ursodeozoxicólico é introduzida no curso do tratamento. A dor pode ser eliminada tomando os seguintes medicamentos farmacológicos:

  • Spazgan;
  • Não-shpy;
  • Pancreatina;
  • Duspatalina;
  • Creon;
  • Mezima

Para a produção completa de bile, você pode tomar Hofitol ou Allohol, bem como outros medicamentos com substância ativa idêntica.

Junto com o tratamento farmacológico, os médicos às vezes prescrevem um curso de fisioterapia, por exemplo:

  • eletroforese;
  • UHF;
  • inductothermy, etc.

Na prática, há casos em que, por várias razões, o tratamento farmacológico de processos inflamatórios em iboli na vesícula biliar ou a remoção de cálculos é contraindicado. Em tais situações, os médicos realizam um procedimento cirúrgico chamado laparoscopia. Uma pequena incisão é feita na vesícula biliar e as pedras são removidas.

Também para o tratamento de colecistite, você pode recorrer aos meios da medicina tradicional, mas antes de tomar essas substâncias, você deve sempre consultar o seu médico. Lembre-se de que apenas um tratamento abrangente proporcionará uma rápida recuperação e libertação da doença.

Qual dieta deve ser seguida?

Além de tomar medicamentos farmacológicos para curar processos inflamatórios na vesícula biliar

Além de tomar medicamentos farmacológicos para curar processos inflamatórios na vesícula biliar, você deve definitivamente seguir uma dieta. Não é estritamente recomendado usar os seguintes produtos:

  • alimentos fritos, muito acentuados e excessivamente salgados;
  • alho, cebola;
  • rabanete;
  • confeitaria;
  • laticínios;
  • café;
  • Chá forte preto.

Na dieta deve entrar:

  • sopas leves;
  • vários cereais (incluindo grumos grosseiros);
  • pratos cozinhados;
  • frutas e vegetais ricos em fibras;
  • peixe cozido e carne (mas magra, por exemplo, permitido comer frango cozido ou vitela);
  • geléia.

Deve haver pequenas porções em intervalos regulares. O número de refeições por dia deve ser aumentado até 5 vezes.

A colecistite (inflamação na vesícula biliar) é uma doença grave que pode causar efeitos complicados. Para evitar isso, se você sentir os sintomas mais leves, contate imediatamente um especialista que irá prescrever o tratamento correto e abrangente. Junto com isso, você deve manter a dieta e não se exaurir com o esforço físico. Te abençoe!

Adicionar um comentário