Inflexão da vesícula biliar

O excesso da vesícula biliar é uma doença que não tem estrutura etária. Os médicos podem até fazer um diagnóstico semelhante a um recém-nascido. Vamos dar uma olhada mais de perto no que constitui a inflexão da vesícula biliar, seus sintomas e tratamento.

Infecção da vesícula biliar: sintomas e possíveis consequências

Infecção da vesícula biliar: sintomas e possíveis consequências

Em uma pessoa completamente saudável, a vesícula biliar tem uma forma de pêra alongada. Distingue o fundo, pescoço e corpo. Devido ao impacto de fatores negativos ou o desenvolvimento de outras doenças, este órgão está sujeito a várias deformações. Como resultado, a bolha pode adquirir contornos completamente diferentes, por exemplo, uma ampulheta, um ziguezague ou um bumerangue.

Por muito tempo, a patologia pode ser assintomática. O quadro geral do conjunto de manifestações em tais casos elimina-se bastante, e a exacerbação ocorre muitas vezes depois da ingestão da comida incorreta, devido ao fluxo insuficiente da bile e exprime-se pelos seguintes sintomas:

  • a respiração torna-se mais frequente no paciente, a salivação e o aumento da sudorese, resultando em vômitos;
  • devido a uma violação da permeabilidade intestinal e do fluxo total de bile, tecidos moles são danificados e dores paroxísticas agudas aparecem no lado direito do abdome;
  • depois de algum tempo depois de comer um alimento há arroto ácido, azia e um gosto amargo na boca;
  • Como resultado de fluxo biliar insuficiente, o paciente perturba as fezes normais, pode ocorrer diarréia aguda ou obstrução intestinal.

Além disso, pessoas com uma curva da vesícula biliar estão perdendo peso, podem ter uma diminuição no apetite ou uma rejeição completa dos alimentos. Tais sintomas são bastante típicos para adultos e crianças pequenas.

Possíveis complicações do ducto biliar

Por si só, a flexão da vesícula biliar não representa um perigo para a saúde, e todos os problemas no corpo surgem do acúmulo e excreção insuficiente de bile no trato digestivo. Assim, o processo de digestão de alimentos, especialmente uma grande quantidade de produtos gordurosos, piora, o que leva a possíveis complicações no trabalho de todo o organismo.

As consequências da curva da vesícula biliar podem ser tais como:

  • o desenvolvimento de gastrite e úlcera péptica;
  • o desenvolvimento de diabetes;
  • a deposição de gordura subcutânea;
  • doenças do trato biliar.

Além disso, uma violação do fluxo de bile leva subsequentemente a uma falta de vitaminas lipossolúveis A, D, E e K.

Métodos de tratamento

Inflexão da vesícula biliar: tratamento

Após o diagnóstico inicial, o médico desenvolve uma estratégia terapêutica. Dependendo da complexidade da deformação da bolha, ela pode ser baseada em um ou vários blocos, como:

  • dietologia;
  • tratamento medicamentoso;
  • fisioterapia;
  • fitoterapia;
  • métodos cirúrgicos.

Na maioria dos casos, os pacientes não necessitam de hospitalização, e o tratamento visa eliminar os sintomas e causas iniciais.

É importante notar também que a inflexão da vesícula biliar em uma criança é na maioria das vezes um defeito de nascença e não requer tratamento especial sem queixas do pequeno paciente. A maioria dos pediatras acredita que essa falha no órgão interno no futuro não afetará a qualidade de vida do bebê.

Dietoterapia

A nutrição saudável para pacientes com deformidade da bexiga deve obedecer aos seguintes princípios:

  • Ingestão regular de uma pequena quantidade de alimentos no trato digestivo. O intervalo entre as refeições não deve exceder 4 horas.
  • Rejeição completa de bebidas e pratos excessivamente frios.
  • Cozido, vapor e ensopados são permitidos. Às vezes, alimentos assados ​​são permitidos.
  • Parte da proteína consumida deve ser de origem animal. Você pode encontrá-lo em peixes, frutos do mar, ovos, carne dietética, leite.
  • Limitando a ingestão de carne gorda: cordeiro, porco, pato, etc.
  • Uso obrigatório de azeite, girassol ou óleo de soja, que deve ser adicionado ao prato já preparado.
  • Exclusão de produtos com alta acidez, carne defumada, temperos quentes e conservação caseira.
  • Rejeição completa de álcool.

Além disso, os médicos recomendam que os pacientes com patologia das vias biliares bebam água mineral e façam um tratamento de spa uma vez por ano.

Tratamento medicamentoso

A escolha de um medicamento efetivo deve ser feita apenas por um médico experiente com base no diagnóstico e nos sintomas. Muitas vezes, o tratamento médico inclui um curso das seguintes drogas:

  • Prokinetics - afeta positivamente a atividade motora (Itopride, Domperidone).
  • Anti-inflamatório e colerético - para melhorar a secreção biliar e aliviar a inflamação (Nikodin, Flamin).
  • Remédios restauradores - para manter o corpo (tintura de ginseng siberiano, capim-limão).
  • Antiespasmódicos - com uma síndrome de dor forte (No-shpa, Baralgin).

Para estabilizar a condição, é necessário se submeter a 3-4 cursos de tratamento com medicamentos prescritos pelo médico.

Fisioterapia

Métodos de tratamento de fisioterapia devem ser destinados a aliviar a condição do paciente.

Métodos de tratamento de fisioterapia devem ser destinados a aliviar a condição do paciente. O tratamento adequadamente escolhido pode aliviar a dor, melhorar a circulação sanguínea e reduzir o risco de formação de cálculos.

O tratamento inclui os seguintes procedimentos de fisioterapia para aliviar os sintomas da inflexão do pescoço da vesícula biliar:

  • inductothermy;
  • terapia de microondas;
  • banheiras de parafina, pinho e pérola;
  • eletroforese;
  • terapia de ultra-som.

A acupuntura ajudará a normalizar o tônus ​​muscular do trato biliar em qualquer forma da bexiga.

Fitoterapia

Melhorar significativamente a condição do paciente e eliminar completamente alguns dos sintomas ajudará várias decocções e tinturas de ervas. As seguintes espécies de plantas têm excelentes propriedades coleréticas:

  • raiz de cúrcuma;
  • seda de milho;
  • cardo de leite;
  • ginseng;
  • barberry;
  • celandine;
  • hortelã;
  • yarrow;
  • sábio;
  • tomilho

Além disso, é necessário incluir cargas calmantes baseadas em camomila, hortelã-pimenta, raiz de alcaçuz e valeriana.

Dobrando a vesícula biliar não é uma doença mortal, mas requer atenção adequada. O tratamento terapêutico requer de uma pessoa não apenas a plena adesão a todas as medidas recomendadas pelo médico, mas também a percepção positiva, a resistência e mudanças conscientes no estilo de vida. Somente se todas as condições forem satisfeitas, as pessoas com vesícula biliar se abrirão a possibilidade de uma vida indolor e normal.

Adicionar um comentário