Por que ar e dor no peito

O ar em decolagem é observado mesmo em pessoas absolutamente saudáveis ​​e, se não for de natureza regular, não deve causar preocupação. Às vezes a causa é o aumento da pressão dentro do estômago, bem como a gravidez, provocando alguma reestruturação dos órgãos internos. Uma provocação de bebidas carbonatadas, a rápida absorção de alimentos sem mastigar e o fumo podem provocar uma situação semelhante. Mas o que fazer se a dor for adicionada ao arroto?

Por que o ar arrota?

Por que o ar arrota

Para estabelecer as causas exatas, vários pontos devem ser identificados: quando exatamente o problema ocorre, com que frequência isso ocorre e é acompanhado por sintomas adicionais?

  • A atenção à sua saúde deve ser paga quando a dor torácica é acrescentada a uma eructação com o estômago vazio, mais perto do ponto do plexo solar, e o processo em si se torna regular. Este é o primeiro sino de inflamação da mucosa gástrica, que subseqüentemente se torna coberto de náuseas freqüentes e aumenta a dor.

Muito mais difícil é a situação em que uma pessoa sente uma necessidade constante de arrotar, agravada pela atividade física, depois de comer, ou mesmo independentemente de fatores externos. Os principais fatores precipitantes são o trato digestivo e o sistema nervoso.

  • Estresse e neurose freqüentes, nem sempre severos, mas persistentes, inerentes a pessoas com alta suscetibilidade, podem levar ao fato de que, de qualquer emoção forte, ingerem involuntariamente uma grande quantidade de ar, que deve então ser removida. O processo doloroso raramente é acompanhado, mas é possível uma pressão na área do peito causada por espasmo nervoso.
  • O sistema nervoso pode estar diretamente associado ao trato digestivo, se estivermos falando sobre o funcionamento da cárdia - a área do estômago adjacente ao esôfago. No processo de absorção de alimentos, contrai-se e relaxa em um ritmo regular, mas se o sistema nervoso falhar, os espasmos são possíveis, causando dor e arrotos. Além disso, pode haver uma incapacidade para engolir, bem como pressão na laringe.

Dor no ar e no peito

  • Refluxo gastroesofágico - uma causa comum de dor no peito e ar de arroto, independentemente das refeições. Às vezes isso é devido à ruptura do esfíncter, que é uma espécie de válvula que não permite que uma grande quantidade de ar entre no estômago; uma reação à ingestão de alimentos ácidos também é possível se a acidez do suco gástrico já for alta.
  • Sem mencionar uma hérnia no diafragma, que provoca o arroto com o ar durante a atividade motora (especialmente com a inclinação para a frente), uma sensação de coma aparecendo na garganta no momento da absorção dos alimentos, uma sensação de queimação na área do plexo solar. A síndrome da dor, neste caso, é leve, a dor tem um caráter maçante e dolorido, mais semelhante à pressão.
  • Se no momento do arroto o ar está preocupado com a dor no hipocôndrio direito, é provável que haja problemas com o trato digestivo. Neste caso, possíveis violações do fígado, que está sob pressão, o que leva a sensações dolorosas à direita sob as costelas; ou exerceu uma grande carga na vesícula biliar. Isso é característico de pessoas que são propensas a comer em excesso, abuso de alimentos pesados ​​(gordurosos, fritos), bem como pessoas com discinesia, colecistite, etc.

Assim, a principal razão para o aparecimento de uma eructação do ar, acompanhada de dor no peito ou nas costelas, está ligada a problemas do trato digestivo e do trato biliar, que podem ser patologia congênita e doença adquirida. O que fazer com isso?

Posso me livrar do problema sozinho?

Belching e dor no peito - é perigoso?

Se os sintomas são de natureza regular e estão claramente ligados a certas ações (atividade física, ingestão de alimentos, etc.), um gastroenterologista precisa aparecer e passar por um exame ultrassonográfico dos órgãos abdominais. O tratamento é prescrito pelo médico com base no diagnóstico, mas você pode tomar algumas medidas para melhorar o seu bem-estar.

  • Siga a dieta. Depois de comer (após 15-20 minutos) é necessário usar sal na ponta da faca, ajustando o trabalho do esfíncter, e do menu para excluir produtos em conserva e defumados, bem como o que contribui para a irritação das paredes do estômago e o desenvolvimento de seu suco secretório.
  • Coma devagar, divida a comida em pedaços pequenos e mastigue bem. Isso não só irá facilitar o trabalho do estômago, mas também evitará a ingestão excessiva de ar para o esôfago.
  • Depois de comer, não tome uma posição horizontal, e também tente proteger-se do esforço físico por 1,5 a 2 horas.O intervalo de tempo depende de quão bem você comeu: em alguns casos, ele se estende por 4 horas, e por alimento vegetal pode ser reduzido para 60 min.

Em conclusão, vale a pena notar que, sem um diagnóstico preciso, é impossível falar sobre as causas e os métodos atuais de tratamento, pois, como você pode ver, a maioria dos sintomas de vários distúrbios gastrintestinais é semelhante. Se o arroto começar a incomodar com muita frequência, não aperte com um apelo a um médico.

Adicionar um comentário